×
eleições 2022

Atriz pornô entra na Justiça para se filiar ao PT

No processo, advogados de defesa procuram garantir que a sua cliente possa se filiar ao partido e assim consiga disputar uma vaga de deputada estadual

Divulgação

Barão de Melgaço (MT) – Advogados que representam a atriz pornô Ester Caroline Pessato, de 24 anos, conhecida como Tigresa Vip, entraram com uma ação na terça-feira (24) contra o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso. No processo, a defesa procura garantir que a sua cliente possa se filiar ao partido e assim consiga disputar uma vaga de deputada estadual. As informações são do O Globo.

Os veículos de imprensa locais, líderes partidários e o deputado estadual Valdir Barranco alegaram que houve irregularidades no processo de filiação de Ester. Segundo eles, a atriz teria se filiado no município de Barão de Melgaço (MT) sem a autorização do diretório municipal.

“Deve-se registrar que a Demandante havia solicitado a transferência de seu título de eleitor para o município de Barão de Melgaço/MT, onde reside atualmente. Materializada a mudança de seu domicílio eleitoral, a sua filiação partidária também foi transferida”, alegou a defesa na ação.

Os advogados destacaram que Ester realizou a sua filiação por meio do site do PT e ela foi confirmada no dia 2 de abril. O anúncio da pré-candidatura da atriz ocorreu durante um evento do partido, em Cuiabá, no dia 14 de abril.

Quatro dias depois, o Diretório Estadual fez uma votação por meio de um grupo no WhatsApp e decidiu pela suspensão de Ester. Então, ela recorreu ao Diretório Nacional do PT, que confirmou a decisão no dia 13 de maio.

“A única forma de suspender ou excluir um filiado é instaurar um processo, com direito ao contraditório e ampla defesa. E nada disso foi feito, eles sumariamente suspenderam a filiação”, disse Paulo Lemos, um dos advogados que representam a atriz.

A defesa ainda citou no processo um áudio atribuído à deputada federal Rosa Neide (PT) no qual ela teria alertado a presidenta do partido, Gleise Hoffman, sobre a filiação de Ester.

“Se é para fazer campanha política sendo chacota para o país, não estou disposta. Então, já enviei para a presidenta (Gleise Hoffman) e espero que segunda-feira o deputado Valdir Barranco, nosso presidente, possa fazer uma reunião e discutir a questão antes que seja tarde demais.”

Procurada pela imprensa local, Neide não negou a autoria do áudio. Porém afirmou por meio de nota que o PT é um partido dinâmico e plural.

O Globo tentou contato com o deputado estadual Valdir Barranco para comentar o caso, mas não obteve retorno.

“Quem articulou a minha saída, a minha expulsão, foi o deputado estadual Valdir Barranco com a deputada federal Rosa Neide”, disse Ester.

A atriz também destacou que teve dificuldade de realizar a sua filiação quando ainda morava no município de Alta Floresta (MT), por isso optou pela forma online.

“Toda vez que eu falava que queria me filiar eles enrolavam. Eu fiquei uns 4 dias mandando mensagem, ligando para o presidente do partido em Alta Floresta e ele sempre inventava uma desculpa”, finalizou.

*Com informações do Isto É

Leia mais:

IBGE: 2,9 milhões de brasileiros se declaram homossexuais ou bissexuais

Mulher que se casou com boneco de pano “dá à luz” um bonequinho; veja vídeo

Atirador de 18 anos deixa 15 mortos em escola em que estudou no Texas (EUA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.