×
Febre Aftosa

Wilson Lima dá início à primeira etapa da ‘Amazonas Sem Febre Aftosa’

Campanha segue ao dia 30 de abril e faz parte do pacote de ações para o Baixo Amazonas

Governador esteve presente no município localizado a 369 quilômetros de Manaus. Foto: Lucas Silva/Secom

Parintins (AM) – Seguindo a estratégia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com o Estado, para deixar Parintins (distante a 369 quilômetros de Manaus) com status de zona livre da febre aftosa, o governador Wilson Lima iniciou, nesta sexta-feira (25), a primeira etapa da campanha Amazonas Sem Febre Aftosa no município.

A campanha segue ao dia 30 de abril e faz parte do pacote de ações para o Baixo Amazonas.

“A pecuária em Parintins já chegou a estar entre as cinco melhores do estado, e a gente vai trabalhar para que isso aconteça novamente e que a gente possa avançar aqui em Parintins”, disse Wilson Lima.

“A gente já conseguiu ter conquistas importantes no sul do Amazonas, onde tivemos o reconhecimento do Ministério da Agricultura de 13 municípios livres da vacinação de febre aftosa. Trabalhamos para também ter esse reconhecimento em Parintins”, acrescentou o governador.

A ação, coordenada pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), vinculado à Secretaria de Produção Rural (Sepror), ocorreu no Parque de Exposições Luiz Lourenço de Souza e contou com a participação de mais de 60 produtores rurais locais.

A programação também contou com a realização de duas palestras de Educação Sanitária. Os produtores presentes no evento participaram de sorteios de itens doados por outros produtores locais, como pistolas de vacinação, doses de vacinas, terçados e botas sete léguas.

Entregas

Foram celebrados dois acordos técnicos com a Prefeitura de Parintins, sendo um Termo de Cessão de Uso, para o repasse de dois kits de serrarias portáteis; e outro para o repasse de doses de inseminação artificial a pecuaristas.

A cidade é a segunda de um total de sete que serão beneficiadas com o projeto, que prevê a entrega de 3 mil doses para as cadeias da carne e leite.

Ação quer deixar Parintins com status de zona livre da febre aftosa. Foto: Lucas Silva/Secom

O acordo faz parte de uma parceria entre a Confederação Nacional dos Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais do Brasil (Conafer) e o Governo do Amazonas, por meio do programa Mais Pecuária Brasil.

Crédito rural

Em seguida, na Escola Estadual Tomazinho Meireles (GM3), Wilson Lima fez a liberação de R$ 274,6 mil para investimentos na cultura da mandioca. O fomento é viabilizado pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) e pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam),

Ao todo, 35 agricultores familiares de Parintins foram alcançados, sendo 31 são agricultores indígenas da etnia Sateré-Mawé, das comunidades Vila Batista, São Francisco e Nova Alegria. Os outros quatro financiamentos são para agricultores familiares das comunidades de São João do rio Jacu e São Sebastião do rio Jara.

Todos os projetos são destinados para o cultivo de mandioca, que incluem aquisição de máquinas, equipamentos e custeio da atividade.

*Com informações da assessoria

Leia mais:

Governo lança operação contra o desmatamento na Amazônia

Prefeito David Almeida reinaugura UBS Ajuricaba após revitalização

Procon-AM notifica Tim e Vivo por apagões de internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.