×
Terror

CV ameaça massacre em universidade e Polícia do AM emite nota; veja

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e a Polícia Militar do Amazonas emitiram nota sobre a ameaça

Manaus (AM)- Uma ameaça do Comando Vermelho (CV), facção conhecida por atuar na guerra do tráfico no Amazonas, causou desconforto e medo na população amazonense na tarde desta segunda-feira (4) e terça (5).

A imagem informa que haverá um “massacre” na Universidade Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras. “Iremos pegar qualquer um que estiver no caminho. Só passando para avisar que todos durmam bem”. No local também há uma unidade do Colégio da Polícia Militar do Amazonas.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e a Polícia Militar do Amazonas emitiram nota sobre a ameaça.

“De imediato, foram tomadas medidas de prevenção como o reforço policial ostensivo e investigação pela Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai).  As equipes policiais chegaram ao local, às 14h30, para levantar informações sobre o ocorrido e verificar o suposto ataque com arma de fogo ao local. A SSP-AM não registrou nenhum tipo de confusão durante a ida dos agentes à escola. Reiteramos o compromisso da SSP-AM em zelar pela ordem pública e pela segurança dos cidadãos”, disse a nota da SSP-AM.

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) informou que tomou conhecimento de uma notícia “fake news” que viralizou nas redes sociais sobre ameaças de uma suposta organização criminosa.

“Diante dessa “fake news” alguns pais se deslocaram às unidades escola da PMAM para buscar seus filhos, o que foi prontamente autorizado pela direção das unidades. Informamos que tais ameaças não prosperam, e que mesmo assim o Comando da Instituição determinou o reforço do policiamento em todas as unidades escola da PMAM com a finalidade de manter a tranquilidade da comunidade escolar”, informaram.

Veja vídeo:

Leia mais:

Líder do CV, Bruno Fiel é transferido para prisão federal

“CV” manda “salve” e promete massacre por sumiço de PP

Conselheiros do CV são presos em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.