×
Tecnologia aumentada

Professora incentiva aprendizado por meio de livros com realidade aumentada em Manaus

A professora passou a utilizar a ferramenta como uma forma de amplificar o interesse e a curiosidade dos alunos pelos conteúdos de sua disciplina

Foto: Divulgação

Manaus (AM) – A tecnologia digital é uma ferramenta cada vez mais presente em diversos âmbitos da vida da sociedade. Nesse sentido, muitos educadores buscam usar os aparelhos digitais como aliados na construção do ensino e aprendizado em ambiente escolar. Uma alternativa tecnológica para potencializar os estudos é a utilização de livros paradidáticos com Realidade Aumentada (RA).

Uma professora que já ministra as aulas de geografia com os livros de realidade aumentada é a Gleiciane Batista, que atua no Ensino Fundamental da Escola Estadual Gabrilelle Cogels, localizada no bairro Puraquequara, Zona Leste de Manaus.

“Na sala de aula, eu faço os alunos terem uma viagem geográfica real por meio da RA. Eles podem ver como funcionam os relevos, os vulcões e as diferenciações climáticas, por exemplo. O livro deixa de ser um material estático em duas dimensões e passa a admitir conteúdos audiovisuais”,

afirma a professora.

A ideia de utilizar essa ferramenta inovadora nas salas de aula surgiu após os alunos retornarem às aulas presenciais. A professora percebeu que muitos estudantes voltaram do período pandêmico em um ritmo mais próximo dos meios digitais, como celulares e tablets.

Assim, por meio de seus próprios recursos, Gleiciane passou a utilizar a ferramenta como uma forma de amplificar o interesse e a curiosidade dos alunos pelos conteúdos de sua disciplina, no final do mês de abril deste ano.

“Eles estavam muita apegados ao uso do celular. Quando a gente voltou, vi que o celular era contínuo na sala de aula. Então, para eu unir o útil ao agradável, tentei uma nova metodologia para implementar nas salas de aula, e encontrei o livro com realidade aumentada”,

conta a professora, sobre trazer o uso de meios digitais para a sala de aula.

Para a educadora, os estudantes da periferia movimentam grande interesse pelos meios digitais. Dessa forma, os livros didáticos de realidade aumentada podem ser uma alternativa para inserir esses estudantes no processo do mundo digital, ao mesmo tempo, em que aprendem.

Conforme a professora, o livro de RA projeta objetos do mundo digital em ambientes físicos, por meio de celulares ou tablets.

“Essa ferramenta encanta os alunos e faz com que eles fiquem mais interessados no conteúdo. Eles veem como se fosse uma magia na sala de aula. É importante incorporar essas tecnologias na rotina de leitura dos alunos para sensibilizá-los sobre a importância de não apenas utilizar ferramentas tecnológicas, mas também de prepará-los para usá-las de forma crítica e responsável”, destaca a educadora.

Projeto

Atualmente, a professora disponibiliza o material didático de realidade aumentada para cerca de 43 alunos, que fazem parte da turma no 6º ano da Escola Estadual Gabrilelle Cogels. Porém, já planeja um projeto para expandir o acesso ao livro digital para outros estudantes.

O projeto vai iniciar no dia 13 de maio de 2022, quando a professora Gleiciane vai orientar outros professores a utilizarem o livro de RA em suas disciplinas. A projeção da educadora é de que o novo instrumento inovador seja inserido em todas as turmas do ensino médio da escola onde leciona.  

“Queremos alcançar o maior número de alunos até o final do ano, pois percebo muitos benefícios, quanto ao ensino e à aprendizagem. Eles interagem mais, e eu acho que eles absorvem muito melhor o conhecimento através do visual, porque eles perguntam bastante como é que acontecem os fenômenos e ficam com mais curiosidade sobre o assunto”,

explica a professora.

Benefícios

De acordo com a CEO de uma editora de livros, Keurem Maia, a criação dos livros com RA surgiu para auxiliar os alunos e professores no processo de ensino-aprendizado, diante de um cenário onde os jovens estudantes estão imersos ao mundo digital e com uma massa de volume de informações. Segundo Keurem, os benefícios da ferramenta nas salas de aula são:

*Facilita o acompanhamento individualizado do aluno;

*Possibilita que o processo de aprendizagem seja personalizado;

*Estimula a autonomia do estudante, tornando-o um agente ativo na construção do conhecimento;

*Incentiva o trabalho em equipe através de atividades colaborativas e interativas;

*Torna o aprendizado mais dinâmico;

*Auxilia os educadores a gerenciar tarefas burocráticas, tornando o seu trabalho mais prático.

Leia mais:

Educação do Amazonas inicia Projeto “Conquistar” com aulas de reforço

Últimas vagas para as aulas gratuitas de esporte no Sesc Amazonas

Ensino presencial potencializa aprendizado de crianças com síndrome de down

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.