×
Sudão do Sul

Por matar mulher a chifradas, carneiro é condenado a três anos de prisão

Mulher, de aproximadamente 40 anos, ficou com várias costelas quebradas e fraturas pelo corpo após levar várias cabeçadas do animal

Um carneiro no Sudão do Sul foi condenado a três anos de prisão por matar uma mulher. Antes da sentença, o animal, que foi preso no início deste mês no condado de Rumbek East, passou uma semana sob custódia, informou o Daily Star.

A mulher, de idade aproximada de 40 anos, ficou com várias costelas quebradas e fraturas depois que o carneiro a deu várias cabeçadas enquanto ela tentava se levantar. Como resultado do ataque, a mulher, identificada como Adhieu Chaping, ficou ensanguentada e depois sucumbiu aos ferimentos.

O carneiro agora será mantido em um acampamento militar na sede do condado de Aduel, no estado de Lakes. O dono do animal, Duony Manyang Dhal, foi condenado a pagar uma multa de cinco vacas à família da vítima.

Duony também provavelmente perderá o carneiro após a sua libertação, devido a uma Lei no Estado de Lakes que afirma que qualquer animal que mate uma pessoa deve ser entregue à família do falecido.

Edição web: André Moreira

Saiba mais:

Sabia que seu pet pode doar sangue? Conheça todos os detalhes desta prática

Mais velho do mundo, venezuelano completará 113 anos nesta sexta-feira (26)

Pássaros caem do céu desidratados em onda de calor na Índia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.