×
Avanço

Palestras com temas regionais agregam valor à ExpoAmazônia

Nos três dias de evento os palestrantes tiveram a oportunidade de compartilhar seus conhecimentos e trocar informações sobre avanços na região

Divulgação

Com temas variados, todos alinhados às temáticas de bioeconomia e de tecnologia da informação e comunicação (TIC), as trilhas de conhecimento da ExpoAmazônia Bio&TIC 2022 deram ao evento um conteúdo extra, que complementou as exposições feitas no pavilhão principal de estandes e atraiu para a região grupos seletos de profissionais, nacionais e internacionais, destacados em suas áreas de atuação.

Nos três dias de evento, encerrado no dia 2 de julho, tanto o palco principal quanto as salas de palestras reservadas a receber os debates, mesas redondas e apresentações abrigaram especialistas, estudiosos, investidores e vários outros públicos que tiveram a oportunidade de compartilhar seus conhecimentos e trocar informações que muito podem contribuir para os avanços pretendidos para os vetores econômicos da bioeconomia e digitais na Amazônia.

“As trilhas foram pensadas, dentre outros objetivos, para adensar a programação da ExpoAmazônia, de forma a garantir ao público presente a possibilidade de absorver ainda mais conhecimento a partir da experiência de profissionais de diversas áreas”

, afirmou Fábio Calderaro, gestor do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA).

Troca de conhecimentos

O Centro colaborou para a construção da programação de palestras. E no segundo dia do evento recepcionou, no palco principal, atores variados, que vieram da Bahia, São Paulo, Minas Gerais, todos dispostos a dividir seus conhecimentos obtidos ao longo de suas extensas carreiras para colaborar para impulsionar os polos de Bio e TIC na Amazônia.

É o caso da pesquisadora do Senai-Cimatec (BA), Letícia Rodrigues. Doutora em Química Analítica, ela – que atua com biotecnologia no Cimatec, um dos centros de maior renome da área no País – destacou que a ExpoAmazônia permitiu “a conexão de negócios e a demonstração de produtos altamente inovadores oriundos da biodiversidade amazônica. Neste contexto, a biotecnologia e a bioprospecção serão essenciais para alavancar a bioeconomia e a sustentabilidade para o desenvolvimento econômico e social dos povos da Amazônia e, portanto, do Brasil como um todo”.

Já o professor titular da Universidade Federal de Lavras (MG) e Doutor em Ciências dos Alimentos, Eduardo Vilas Boas, falou sobre o foco do evento e a valorização da Amazônia de forma sustentável.

“Diversas alternativas de geração de renda, com base na biodiversidade da Amazônia, foram apresentadas de forma clara e objetiva, o que promoveu uma tempestade de ideias passíveis de serem transformadas, efetivamente, em oportunidades de crescimento sustentável para a região”

, disse.

O pesquisador do CBA e pós-Doutor em Ciências dos Alimentos, Edson Pablo, coordenou a trilha Zona Franca Verde e pontuou que “a proposta era agregar conteúdo qualificado a todos que atuam e têm interesse em desenvolver a bioeconomia amazônica. Da mesma forma, os demais coordenadores das outras trilhas identificaram a relevância de se discutir temas que permitem avançarmos nos vetores complementares da região”.

O evento

A ExpoAmazônia Bio&TIC 2022 foi uma realização da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam). O evento conta, ainda, com o apoio de diversos parceiros, entre entes públicos e privados, todos cientes de seus papeis na promoção de ações que colaborem para o desenvolvimento não apenas da região amazônica, como também de todo o País.

*Com informações da Assessoria

Leia mais:

Real sofre desvalorização de quase 50% em dez anos, diz pesquisa

Trabalhador brasileiro gasta R$ 40,64 em almoço fora de casa, aponta pesquisa

Brasil deve ter a maior temporada de cruzeiros dos últimos 10 anos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.