×
Decisão

Militares poderão ser obrigados a fazer exame toxicológico

Portaria do Ministério da Defesa prevê que militares da ativa poderão ser submetidos aos exames a qualquer momento

Divulgação

Portaria publicada pelo Ministério da Defesa nesta quarta-feira (13) prevê a realização de exames toxicológicos em militares. Segundo a norma, os exames podem ser solicitados “a qualquer momento” pela administração militar.

Caso teste positivo, o profissional poderá ser afastado, reformado, licenciado ou até mesmo demitido.

O texto, assinado pelo ministro da Defesa, general Paulo Sérgio de Oliveira, estabelece o que chamou de “medidas de prevenção ao uso indevido de substâncias psicoativas ilícitas nas Forças Armadas”.

“Os militares em serviço ativo e os inativos prestadores de tarefa por tempo certo serão, de acordo com normas técnicas estabelecidas pelas Forças Armadas, submetidos a exames toxicológicos para detecção de substâncias psicoativas ilícitas quando da realização de inspeções de saúde para verificação da aptidão para o desempenho de atividades profissionais”

, diz a portaria, publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Substâncias psicoativas são quaisquer substâncias químicas, lícitas ou ilícitas, capazes de atuar no sistema nervoso central e alterar sensações, percepções, estados emocionais ou níveis de consciência.

O militar de carreira que apresentar resultado positivo no exame, deverá, por decisão da junta de saúde, ser afastado das atividades e encaminhado para avaliação especializada, para fins de diagnóstico da condição clínica, prescrição de tratamento médico e acompanhamento multidisciplinar.

Após esse período, o militar poderá ser reformado, demitido ou licenciado. Caso o profissional se negue a realizar o exame, ele poderá ser afastado.

Ainda segundo o texto, a realização dos exames toxicológicos poderá ser direcionada ou por amostragem.

“O militar da ativa e o prestador de tarefa por tempo certo poderão ser convocados, a qualquer tempo, pela administração militar para realização de exames toxicológicos”

, detalha a portaria. Marinha, Exército e Aeronáutica ainda devem delimitar as regras para exigência do teste.

*Com informações do Metrópoles

Leia mais:

Japão decide que ex-diretores de Fukushima devem pagar indenização

Prisão com detentos LGBTQIA+ é interditada após tentativas de suicídio

Um a cada 7 adolescentes já sofreu algum tipo de violência sexual, diz IBGE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.