×
REPROVAÇÃO

Contas da Federação Amazonense de Futebol são reprovadas em assembleia

A decisão foi articulada pela oposição, liderada por Ednaílson Rozenha e Eufrásio Assis. A expectativa agora é pela marcação das eleições na entidade

A reprovação das contas de FAF é um acontecimento inédito na história da federação.

Manaus (AM) – Na segunda-feira (28), durante assembleia ordinária realizada em Manaus, clubes e ligas reprovaram as contas da Federação Amazonense de Futebol (FAF). A decisão foi articulada pela oposição, liderada por Ednaílson Rozenha e Eufrásio Assis.

A expectativa agora é pela marcação das eleições na entidade, com a dupla dissidente participando da disputa.

Fato marcante

A reprovação das contas da FAF é um acontecimento inédito na história da federação, que há três décadas está sob o comando de Dissica Valério Tomaz.

O presidente em exercício da entidade, Pedro Augusto Oliveira, comentou, em entrevista ao radialista Zezinho Bastos, da Rádio Difusora FM, que o resultado é sem precedentes no estado do Amazonas.

A assembleia é soberana e composta de presidentes de ligas e clubes, e a maioria deles na direção de suas entidades há mais de 20 anos. A maioria, depois de caminhar ao longo desse tempo com o presidente Dissica, hoje resolveu reprovar as contas da última gestão dele, alegando ausência de documentos e de parecer fiscal. É uma decisão da própria assembleia que deverá ser registrada e, infelizmente, é a nódoa que fica na gestão do presidente Dissica no último mandato dele”,

explicou Pedro Augusto.

Atropelo no voto

Chama atenção na reprovação das contas de Dissica um detalhe do ponto de vista eleitoral, que deixa o grupo liderado por Rozenha e Eufrásio em larga vantagem para as eleições.

Na assembleia desta segunda-feira, a situação perdeu por 20 a 5. Contando com os votos dos quatro oposicionistas, que ficaram na mesa e não puderam votar, o placar seria de 24 a 5.

Quem está na disputa?

De acordo com o Estatuto da FAF, as eleições devem acontecer 10 meses antes do término das gestões. Ou seja, a data prevista para as eleições seria entre o fim de fevereiro e o início de março.

Além da chapa de oposição, também já foram lançados os nomes do grupo da situação: Luis Mitoso, presidente de honra do Manaus FC, e Pedro Augusto Oliveira, vice-presidente na administração de Dissica Valério Tomaz, e ocupando provisoriamente o comando da entidade.

*Com informações da assessoria

Edição: Leonardo Sena

Leia mais:

Campanha de Rozenha e Eufrásio para a FAF recebe apoio de clubes profissionais do AM

Chapa “A mudança vai chegar” faz reunião clubes filiados à FAF nesta terça (15)

Vice-presidentes regionais da FAF se mobilizam em prol de eleição transparente na entidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.