×
Reeducação

Reeducandos revitalizam Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), em Manaus

No local foram construídas uma Unidade Básica de Saúde e também uma sala de almoxarife

Unidade ficou praticamente depredada depois de rebelião em janeiro de 2020. Foto: Divulgação/Seap

Manaus (AM) – Nesta sexta-feira (4), a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na estrada do Puraquequara, quilômetro 2, ramal Bela Vista, Zona Leste de Manaus, foi entregue revitalizada por 50 reeducandos do programa “Trabalhando a Liberdade”.

Com a tentativa de rebelião em janeiro de 2020, a unidade ficou parcialmente depredada e, com isso, iniciaram os trabalhos de reforma, que envolveu serviços de alvenaria, pintura, elétrica e hidráulica, tornando o ambiente seguro e confortável às Pessoas Privadas de Liberdade (PPL’s), colaboradores e visitantes.

Entre os espaços entregues, está a nova Unidade Básica de Saúde (UBS) da UPP, que conta com mais salas para consultas médicas, atendimentos de enfermagem, vacinações, coletas de sangue e três leitos disponíveis, atendendo todos os critérios de saúde exigidos e, ainda, encontra-se em um local estratégico de segurança, com corredores de transporte seguro, contribuindo para um atendimento mais rápido e prático, melhorando, portanto, a eficácia dos atendimentos para os internos da unidade.

Na cerimônia, o secretário titular da Seap, coronel Paulo Cesar Gomes, parabenizou o trabalho desempenhado pelos reeducandos e os resultados da reforma na UPP.

“Fico muito honrado em poder dizer que a nossa gestão, através do Governo do Amazonas, está abrindo novas frentes de trabalho com mão de obra carcerária da própria unidade, focado na ressocialização e nas oportunidades. Hoje percebemos que tivemos resultados excepcionais, visto que conseguimos reestruturar a unidade, melhorar o sistema de segurança e construir uma nova UBS para atender os apenados do espaço”,

disse o secretário.

Com a reforma, foram acrescentadas às instalações novas de tecnologias de segurança e monitoramento de ponta, interna e externamente da unidade revitalizada, como câmeras de alta captura e com reconhecimento facial, drones, proteção com tela para evitar arremessos de objetos ilícitos, gaiolas de proteção, portões motorizados e bate tranca. Os agentes de ressocialização são capacitados para atuarem no sistema de segurança do local.

O sistema hidrossanitário também passou por reformas, com o intuito de melhorar as condições sanitárias e de higiene do local.

*Com informações da assessoria

Edição: Leonardo Sena

Leia mais:

“Momento muito importante”, diz apenada após receber dose da vacina contra Covid-19

Roberto Cidade apresenta PL para reinserir ex-detentas no mercado do AM

Seap faz doações de peixes para Casa Vhida em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.