×
Denúncia

Alunos denunciam assédio moral de diretor em escola de Manaus

O Em Tempo teve acesso ao documento de denúncia e, entre os comportamentos diários do diretor, os estudantes relatam xingamentos

Estudantes relatam na denúncia que o diretor foi recém-nomeado para o cargo. Foto: Reprodução/Google

Manaus (AM) – Humilhação é o que os alunos da Escola Estadual Professora Cecília Ferreira da Silva, localizada na rua Hortelã, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, vivem nos últimos dias sob a gestão do novo diretor da unidade. O que era para ser um ambiente de aprendizado e educação se tornou um local de desrespeito, segundo uma denúncia realizada por um grupo de alunos.

O Em Tempo teve acesso ao documento de denúncia e, entre os comportamentos diários do diretor, os estudantes relatam que alguns alunos das turmas do segundo ano e do terceiro ano dos turnos da manhã e da noite receberam xingamentos do gestor. “Foram xingados pelo diretor como lixo e imprestável. E isso é muito grave, é crime”, disse um trecho do texto.

Os alunos afirmam no documento que o diretor comumente direciona gritos aos estudantes. Por este motivo, alguns alunos pensam em desistir de ir para a escola, assim como outros pararam de participar de eventos estudantis, como a atuação no grêmio estudantil.

“Do que adianta o diretor falar que vai ter um monte de projeto para incentivar os alunos se a melhor coisa, que é o bom tratamento, ele não dá? Quer pedir ordem como? A gente quer escola organizada sim, mas o diretor, antes de ficar gritando, precisa saber o que está acontecendo para não acontecer as injustiças e desmotivar geral a participar do evento da escola”,

denunciam os alunos.

O descontentamento também é partilhado pelos pais. Segundo a denúncia dos alunos da Escola Estadual Professora Cecília Ferreira da Silva, mães e pais já foram à escola reclamar do comportamento do diretor.

“Nós vamos ter que denunciar para que tudo isso pare e para que a gente possa estudar na paz dentro da escola, porque ninguém vai aceitar mais ser humilhado em um lugar que era para gente ir e ficar na tranquilidade. Já basta a vida difícil que a gente tem em casa. Nós saímos muitas vezes cansados do trampo para ter que ouvir os desaforos do diretor do Cecília”,  

finalizam os alunos.

Nota da Seduc

O Em Tempo procurou a Secretaria de Estado de Educação e Desporto para saber o posicionamento do órgão. A Seduc informou que tomou conhecimento da denúncia e que já iniciou apurações dos fatos para tomar as medidas cabíveis.

“Reforçamos, ainda, que a atual gestão não compactua com qualquer comportamento agressivo, de constrangimento ou de humilhação no ambiente escolar”, afirma a Seduc em nota.

Leia mais:

Vídeo: durante briga na escola, jovem aponta arma para cabeça de aluna

Grupo de idosas recebe evento cultural em escola de Manaus

Lei propõe campanhas de combate ao racismo em escolas no AM

Comentários:

  1. Paren de falar mentiras o direto e super de boa o direto nunca falo nada diretamente para nos nenhum xingamento se vocês ficam estrelados de dia e de noite discontao no direto

  2. Isso e mentira o direto é uma pessoa legal e não fala nada pra ninguém essa denúncia é falsa e deve te sido feita por alunos que não gostam dele

  3. Vcs só falam merda o direitor mó de boa e vcs querem fala mal dele só pq ele grita com vcs fala sério né vcs não são mas criança pelo amor de deus vão fazer uma coisa na vida de vcs do quê tá falando mentiras

  4. Isso não é nada. Tem uma escola no cidade nova que a diretora que defendeu um professor que estava assediando as alunas. Tem vários vídeos !!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.