×
Arrecadação

PIM fatura mais de R$ 24 bilhões no primeiro bimestre

Valor representou aumento de 14,49% em comparação ao montante alcançado em igual período do ano passado (R$ 21,65 bilhões). Mão de obra também fechou acima de 100 mil empregos diretos pelo 17o mês consecutivo.

Foto: Divulgação

Manaus (AM) – Polo Industrial de Manaus (PIM) fatura R$ 24,79 bilhões no primeiro bimestre de 2022, o que representa aumento de 14,49% em comparação ao valor alcançado nos dois primeiros meses do ano passado (R$ 21,65 bilhões). Em dólar, o faturamento acumulado até fevereiro foi de US$ 4.72 bilhões, um incremento nominal de 19,24% em relação ao primeiro bimestre de 2021 (US$ 3.96 bilhões).

As exportações do PIM atingiram nos dois primeiros meses deste ano o volume de U$ 76.49 milhões, o que representa aumento de 12,25% em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

Quanto à mão de obra, as indústrias do PIM fecharam o segundo mês do ano com 102.864 trabalhadores empregados, entre efetivos, temporários e terceirizados. Fevereiro marcou o 17º mês consecutivo – desde outubro de 2020 – em que o PIM superou a marca de mais de 100 mil empregos diretos gerados. Com os resultados apurados até fevereiro, a média mensal de empregos neste ano ficou estabelecida em 103.979 postos de trabalho – levemente superior à média mensal verificada no primeiro bimestre de 2021, de 103.629 postos de trabalho.

Segmentos e produtos

Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (faturamento de R$ 8,17 bilhões no primeiro bimestre e participação de 32,97% no faturamento global do PIM), Eletroeletrônico (faturamento de R$ 4,23 bilhões e participação de 17,08% no resultado global) e o polo de Duas Rodas (faturamento de R$ 3,38 bilhões e participação de 13,66%) foram os segmentos que mais contribuíram para o desempenho do PIM entre janeiro e fevereiro.

Em termos de volume de faturamento, os dez principais produtos fabricados pelo PIM no primeiro bimestre de 2022 foram, nesta ordem: televisores com tela de cristal líquido; telefones celulares; motocicletas, motonetas e ciclomotores; placas de circuito impresso montadas para uso em informática; condicionadores de ar do tipo split system; unidades condensadoras para split system; fornos micro-ondas; bicicletas, inclusive, elétricas; auto rádios e aparelhos reprodutores de áudio; e relógios de pulso e de bolso.

Já em termos de crescimento de produção, destacaram-se no primeiro bimestre, principalmente, itens como aparelhos receptores de posicionamento global por satélite – GPS (crescimento de 112,04%); discos digitais Blu-ray (104,05%); unidades condensadoras para split system (79,17%); e motocicletas, motonetas e ciclomotores (66,36%).

Avaliação

O superintendente da Suframa, Algacir Polsin, ressalta que os números obtidos pelo PIM no primeiro bimestre de 2022 foram bastante satisfatórios, considerando-se, principalmente, que entre janeiro e fevereiro verificou-se uma retomada temporária de internações e afastamentos laborais em decorrência da Covid-19. “Mesmo com esses obstáculos, os números da indústria local foram majoritariamente positivos. É mais uma vez a capacidade de superação do modelo Zona Franca de Manaus se evidenciando diante dos desafios que precisa enfrentar”, afirmou Polsin.

Leia mais:

PIM produz 327 mil motocicletas no Primeiro Trimestre

Amazonense entra para grupo de menos de 1% de mulheres que comandam empresas no PIM

Trabalhadores do PIM podem cruzar os braços por conta do decreto do IPI, diz vereador Sassá

Acompanhe a página do EM TEMPO no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.