×
ÓPERA NO AM

Artistas percorrem rios e estradas para levar ópera ao interior do AM

O FAO iniciou no dia 29 de abril e segue até 31 de maio, na capital e interior

Manaus (AM)- Nesta quinta-feira (19), Novo Airão (distante 204 quilômetros de Manaus) recebe a programação do 24° Festival Amazonas de Ópera (FAO).

O espetáculo de marionetes “Onheama”, de João Guilherme Ripper, vai ser apresentado às 17h, na quadra Raimundo Nonato Teixeira, com acesso gratuito.

Realizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa em parceria com o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e a Secretaria de Estado de Educação e Desporto, a produção da companhia “O Pequeno Teatro do Mundo” vai percorrer mais de 1.500 quilômetros, por rios e estradas, para levar a montagem infantil ao público no interior do estado. O roteiro inclui os municípios de Urucurituba e Caapiranga.

O desafio de levar ópera para todos inclui uma logística de rios e estradas, para transportar artistas, técnicos e mais de 200 quilos de equipamentos, conforme explica o secretário de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, Marcos Apolo Muniz. 

“O governador Wilson Lima sempre teve um olhar diferenciado para o nosso interior, e temos a missão de, cada vez mais, expandir os nossos projetos neste sentido”, comenta o titular da pasta. “Esse espetáculo mágico de marionetes marca para sempre a vida dessas crianças, estimula o lúdico. É um prazer e um orgulho cruzarmos rios e terras com esse objetivo”. 

Produção

Levar a ópera para todos os lugares, de forma leve e divertida é a missão do produtor e marionetista de Onheama, Fábio Retti. 

“Eu vi que a ópera é para todos, mas o acesso é complicado. Então a gente pensou exatamente em uma maneira que a gente conseguisse levar a Ópera para todos os cantos”, destaca. “É uma alegria circular pelos municípios do Amazonas, pegando barco, carro, moto, avião, para a gente conseguir levar a magia da música e essa força para todas as pessoas”.

A magia das marionetes marcou, com realismo e encantamento, a infância das crianças de São Sebastião do Uatumã (a 246 quilômetros de Manaus), na segunda-feira (16), na Escola Estadual Fernando Ramos de Miranda.

Os bonecos ganham vida, luz e voz. Unem os artistas, a ópera e as crianças por fios. O espetáculo, que conta a história do jovem guerreiro indígena, Iporangaba, detentor da missão de resgatar Guaraci, o sol, engolido pela onça Xivi, deixou cerca de 300 crianças e adolescentes fascinados em São Sebastião do Uatumã.

Alunos de duas escolas públicas da cidade se reuniram para assistir a “Onheama”. De acordo com a coordenadora de Cultura do município, Cristiana Neves, a maioria nunca tinha visto o mundo mágico das marionetes. 

“É a primeira vez que uma equipe de teatro vem ao nosso município. Com certeza, vai ficar guardado na memória das nossas crianças essa visita maravilhosa”, afirmou Cristiana. 

Público infantil 

Nessa aventura, inspirada no fenômeno do eclipse solar, Iporangaba conta com a ajuda do Boto-Cor-de-Rosa e da Iara, seres encantados da mitologia amazônica.

“Eu gostei bastante da história do guerreiro, que quer derrotar o Xivi, aí gostei bastante. Nunca tinha visto nada igual na minha vida e nunca tinha parado para pensar que tinha algo assim”, contou Adam Ciro, de 12 anos. 

Como descrever o sentimento de ter sido arrebatado pela arte? Algumas crianças ficavam sem palavras, afinal, era o primeiro contato com o mundo lúdico da companhia O Pequeno Teatro do Mundo, produtora do espetáculo. 

“Eu já conheci esse gênero, só que eu nunca participei ao vivo mesmo, nem nunca vi na TV. Foi minha primeira vez, e eu achei bem legal, bem realista em relação à história, eu gostei bastante”, disse a estudante Maria Emília Araújo, de 11 anos.

Além dos municípios do interior, as entidades beneficentes Instituto Filippo Smaldone, Casa Vhida e o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio recebem, neste mês, a montagem infantil. Uma escola estadual de tempo integral também está na programação em Manaus.

“Onheama” vai ter uma segunda exibição no Teatro Amazonas, no dia 29 de maio, às 11h, com entrada gratuita. 

Festival

O FAO iniciou no dia 29 de abril e segue até 31 de maio, na capital e interior. A programação conta com atrações gratuitas e, para as obras pagas, os ingressos estão à venda em www.bilheteriadigital.com e na bilheteria do Teatro Amazonas.  

Cinco óperas, recitais, concertos, workshop e encontro de economia criativa estão na agenda do evento. A programação inclui atrações no Teatro Amazonas, Teatro da Instalação, centros culturais Palácio da Justiça e Palácio Rio Negro e também no interior. As estreias das óperas vão ser transmitidas pela TV Encontro das Águas e nas redes sociais da @culturadoam.   

O FAO é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da AADC. O projeto, aprovado na Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura, tem patrocínio master do Bradesco e patrocínio da Innova.   

PROGRAMAÇÃO

Interior

Novo Airão (a 194 quilômetros de Manaus)

Data: Quinta-feira (19), às 17h

Local: Quadra Raimundo Nonato Teixeira

Urucurituba (a 208 quilômetros de Manaus)

Data: Dia 24 de maio, às 17h

Local: Quadra Manoel Grana

Caapiranga (a 135 quilômetros de Manaus)

Data: Dia 27 de maio, às 17h

Local: Praça do Cais Waldomiro Moraes de Castro

Entidades 

Instituto Filippo Smaldone

Data: Dia 23 de maio, às 17h

Público interno

Casa Vhida

Data: Dia 26 de maio, às 15h

Público interno

Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio

Data: Dia 31 de maio, às 15h

Público interno

*Com informações da assessoria

FOTOS: Antonio Lima/Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia mais:

Exposição é destaque no Palacete Provincial

Projeto de TCC vira série documental

Espaço multicultural abre atividades em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.