×
Indenização

Autorizado pagamento de indenizações a famílias na área do Anel Viário Leste

Serão R$ 12,5 milhões destinados a proprietários de imóveis que serão desapropriados para avanço de obras

Foto: Bruno Zanardo/Secom

Manaus (AM) – Cerca de 93 proprietário de imóveis, que serão desapropriados, vão receber a indenização do Governo do Amazonas. O governador Wilson Lima autorizou o pagamento, nesta terça-feira (23), para as famílias desapropriadas na área de construção do Anel Viário Leste, que compreende 18,3 quilômetros de extensão, iniciando no trevo da avenida dos Oitis, no bairro Distrito Industrial, e terminando na avenida Margarita, no trecho no entorno da Reserva Florestal Adolpho Ducke.

Os investimentos são de R$ 12,5 milhões, liberados por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

“Essa obra vai ser importante para desafogar o trânsito, tirar aquelas carretas que saem do Distrito e circulam pelo Centro de Manaus, que circulam pela (avenida) General Rodrigo Otávio, pelo V8, e que causam um grande congestionamento. O caminhão que vai sair do Distrito para a AM-010, BR-174 e aeroporto vai circular pelo Anel Leste”, reforçou o governador sobre a importância da obra.

Wilson Lima acompanhou o atendimento das famílias, que acontece no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Professor Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. Essa etapa é coordenada pela Superintendência Estadual de Habitação (Suhab).

“Eu estou muito feliz e quero agradecer ao governador por essa oportunidade. Vou pegar o meu benefício e investir em outra casa. Que venha ser igual onde eu moro, confortável e que eu venha ser muito feliz”, disse a confeiteira Simone Ferreira, de 36 anos.

As desapropriações do primeiro lote de pagamento do Anel Viário Leste fazem parte das frentes 1 e 2 da prioridade 4 da obra, localizadas próximo ao Museu da Amazônia (Musa).

Após o pagamento, a construtora responsável pela obra já estará apta a iniciar o processo de demolição dos 113 imóveis de propriedade das 93 famílias indenizadas, liberando as frentes de obras.

Dessa forma, avançarão os serviços de drenagem e pavimentação das vias que farão a interligação do Anel Viário Leste, que inicia na Reserva Florestal Adolpho Ducke, zona norte de Manaus, e vai até a antiga Bola da Suframa, na zona sul da capital.

Cadastros das famílias

Os levantamentos para a realização de cadastros tiveram início em setembro de 2021 pelas equipes de engenharia e social da Suhab. Esse processo começa com as visitas em campo, para realizar o cadastro social e econômico dos moradores residentes na envoltória de obra, e segue com a formalização de processos até o pagamento das desapropriações.

“Foi um trabalho conjunto com a Seinfra, e aqui eu quero parabenizar as famílias, que em nenhum momento nós tivemos dificuldade em convencê-los. São preços justos, são avaliações justas numa tabela do Governo do Estado”, disse João Coelho Braga, superintendente da Suhab.

Próximos pagamentos

Mais 51 famílias devem ser indenizadas até o final do segundo semestre. São proprietários de imóveis de áreas que fazem parte da frente 3 e da prioridade 4 da obra.

Obra

O Anel Leste contempla 18,3 quilômetros de extensão, iniciando no trevo da avenida dos Oitis, no bairro Distrito Industrial, e terminando na avenida Margarita, no trecho que compreende o entorno da Reserva Florestal Adolpho Ducke.

Os investimentos no Anel Leste são de mais de R$ 203 milhões. O contrato foi assinado em 2013 e ficou paralisado por cerca de cinco anos. O projeto começou a sair do papel somente na atual gestão do Governo do Amazonas. Juntamente com o Anel Sul, o Anel Leste forma a maior obra de mobilidade urbana de Manaus.

*Com informações da assessoria

Leia mais:

Wilson lança pacote superior a R$ 1,1 bilhão e anuncia 28 mil empregos no Amazonas

Ônibus elétricos em Manaus custarão R$ 34 milhões, anuncia Wilson Lima

Wilson Lima destina mais de R$ 620 mil para impulsionar produção rural no município

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.