×
Desastre

Chuvas deixam ao menos 93 mortos e 7,5 mil desabrigados no Nordeste

Além de Pernambuco, Alagoas e Sergipe estão em alerta vermelho para as fortes chuvas que atingem a região desde a semana passada

Divulgação

Com 14 municípios em situação de emergência e 91 mortes, as chuvas em Pernambuco deixam estragos desde sábado (28), quando se intensificaram. Há 26 desaparecidos e mais de 5 mil pessoas estão desabrigadas. Os pernambucanos não são os únicos, contudo, em situação crítica.

O Instituto de Metreologia (Inmet) emitiu, nesta segunda-feira (30), alertas vermelhos para outros dois estados, Alagoas e Sergipe. Também nesta segunda-feira, a Defesa Civil Nacional emitiu alertas para o risco de chuvas intensas em 119 cidades dos estados de Alagoas, Pernambuco e Sergipe.

A expectativa é de chuvas superior a 60 milímetros por hora ou maior que 100 milímetros por dia entre a segunda e a terça-feira (31), além de ventos superiores a 100 km/h. Há grande risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, de queda de árvores, descargas elétricas, alagamentos, enxurradas e grandes transtornos no transporte rodoviário.

Tragédias em Alagoas e Sergipe

Segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil alagoana, há dois mortos no estado, 2.576 desabrigados e 15.542 desalojados. Fortes chuvas atingem o estado desde a última semana, quando começaram a ser registrados inundações, desabamentos de casas e deslizamentos de barreiras.

Em Sergipe, até a tarde desta segunda-feira, houve deslizamentos de terra em dois municípios que fazem fronteira com Alagoas, Neópolis e Santana do São Francisco. Quatro famílias foram realocadas, mas não houve feridos.

O alerta vermelho é até as 10h desta terça-feira para o Leste Sergipano, Leste Alagoano, Agreste Sergipano, Agreste Alagoano, Sertão Sergipano Mata Pernambucana e Leste Alagoano. Alagoas possui 22 alertas abertos, sendo dois de nível alto. Em Pernambuco, há 51 alertas emitidos, sendo 12 de nível muito alto.

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), há possibilidade de intensificação dos eventos de inundações, alagamentos e enxurradas nos municípios da faixa litorânea, onde os acumulados previstos são maiores.

Em relação ao risco de deslizamentos, o foco em alerta é a Região Metropolitana do Recife (PE). Em Alagoas, destacam-se os municípios de Coruripe, Feliz Deserto, Maceió e Paripueira.

Previsão para a semana

O período de atenção com os temporais na Região Nordeste deverá ser mantido até domingo (5). A previsão é de que ainda haja precipitações de alta intensidade nos litorais de Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e norte da Bahia.

Segundo o Inmet, até a manhã de terça-feira, os maiores volumes vão se concentrar no Leste e Agreste de Alagoas e no litoral norte de Sergipe. Nesse mesmo período, o leste de Pernambuco também poderá registrar chuvas intensas. Chuvas com menor intensidade estão previstas também para o leste da Paraíba.

Na quarta-feira (1), as chuvas deverão ter intensidade fraca a moderada em toda a faixa leste da Região Nordeste. Na quinta-feira (02), os totais diários poderão ser um pouco maiores, especialmente entre o leste de Pernambuco e da Paraíba.

*Com informações do Metrópoles

Leia mais:

Ministério da Saúde monitora dois casos suspeitos da varíola dos macacos

Procon-MG multa Latam em R$ 10,8 milhões por cobrança indevida na marcação de assentos

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena acumula para R$ 120 milhões

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.