×
Declaração

Bolsonaro diz que, se reeleito, haverá 1 milhão de licenças para armas

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública apontam que licenças para armas de fogo cresceram 474% durante governo Bolsonaro

Divulgação

Brasília (DF) – O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (30) que, se reeleito, pretende ampliar as licenças para armas de fogo. Segundo ele, a expectativa é que o número de registros ativos para para caçadores, atiradores e colecionadores, os chamados CACs, chegue a 1 milhão já no ano que vem.

De acordo com dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o número de pessoas com licença para armas de fogo disparou no governo Bolsonaro e registrou um aumento de 474% em quatro anos. Em 2018, havia 117,4 mil registros ativos para CACs. Até junho deste ano, o número chegou a 674 mil, maior valor da série histórica, que começou em 2005.

“Boa notícia, que faltou a imprensa noticiar, estamos chegando a 700 mil CACs no Brasil. Eu pretendo, havendo uma reeleição aí, o ano que vem chegar a 1 milhão de CACs no Brasil”

, afirmou o presidente durante sua transmissão ao vivo nas redes sociais.

Bolsonaro é defensor do armamento da população e prega que “um povo armado jamais será escravizado”. Na live desta quinta, ele disse que caso Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja eleito presidente, as armas serão “recolhidas”

“Não se esquecem que o outro cara, de nove dedos, falou que vai acabar com a questão de armamento no Brasil. Vai recolher as armas, clube de tiro vai virar biblioteca, como se ele fosse exemplo”, disse.

*Com informações do Metrópóles

Leia mais:

STF decreta sigilo sobre investigação de corrupção no MEC

Senado aprova Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-caminhoneiro

Programa ‘Nosso Centro’ é apresentado durante Tribuna Popular na CMM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.