×
PRODUÇÃO RURAL

Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável do AM elege vice-presidente

A votação foi feita pelos 14 membros que estiveram presentes na reunião

A votação elegeu o diretor de Políticas Agrícolas da Fetagri/AM, Milton Soares.

Manaus (AM) – O Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS-AM) realizou, ontem (22), a primeira reunião de 2022, de forma presencial.

Na pauta, a eleição do vice-presidente do Conselho e a criação de uma comissão para tratar exclusivamente da composição da comissão técnica de crédito rural e regularização fundiária para produtores do estado, e assim, fortalecer o setor primário.

A eleição foi conduzida pelo titular da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães Júnior, que também preside o Conselho.

A votação, feita pelos 14 membros que estiveram presentes na reunião,l elegeu o diretor de Políticas Agrícolas da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Amazonas (Fetagri/AM), Milton Soares.

O vice-presidente eleito enfatizou a importância de uma parceria entre as instituições e assinalou que sua gestão será marcada pela desburocratização de acesso ao crédito pelo pequeno produtor.

Nossa decisão de concorrer à vice-presidência é para estarmos juntos, e assim, conseguir fazer um trabalho em parceria com a Secretaria, com os conselheiros, com o Governo do estado, e construirmos juntos o desenvolvimento do estado do Amazonas no setor primário”, afirmou o novo vice-presidente.

Na ocasião, foi criado também um Comitê que vai tratar exclusivamente das tratativas da composição da comissão técnica de crédito rural e regularização fundiária no Amazonas.

Para o titular da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior, as pessoas que estão na ponta do setor primário precisam estar regularizadas para empreender no estado e executar seus projetos de produção.

Esse comitê vai garantir, por meio de ata, a legitimidade para as ações e encaminhá-las aos órgãos competentes para que seja solucionado esse grande entrave que é a regularização das terras e o licenciamento ambiental dos produtores”, afirmou o secretário.

Estiveram presentes na reunião representantes do Sistema Sepror (Adaf, Idam e ADS), Superintendência Federal de Agricultura (SFA), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Secretaria de Estado das Cidades e Territórios (SECT), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Federação da Agricultura e Pecuária (Faea), Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado Amazonas (Fetagri), Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), Organização das Cooperativas do Estado do Amazonas (OCB/AM), Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Amazonas (Aeaea) e Unicafes/AM.

*Agência Amazonas

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia mais:

Vereador Diego Afonso assina termo para redução de impactos no setor de gás no AM

Adaf se reúne com vereadores e pescadores de Manacapuru para discutir pesca e aquicultura

‘Deputada das mulheres’, Campêlo destaca avanços no mandato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.