×
Encerramento

SSP-AM reduz equipe de buscas por paraquedista desaparecido

Com o fim do gabinete de crise, buscas continuarão por 15 dias apenas com equipe reduzida do Corpo de Bombeiros

Manaus (AM) – Forças militares e civis se reuniram na noite desta quinta-feira (28), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), para atualizar informações das buscas por Luiz Henrique Cardelli, paraquedista que desapareceu após ter saltado no dia 15 deste mês, junto com outro 13 paraquedista, e ser atingido por uma forte chuva. O encontro marcou o aviso de que o gabinete de crise montado para a operação foi encerrado e somente a equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) seguirá na busca.

O secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, acompanhado do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), coronel BM Orleilso Muniz, falaram sobre as buscas pelo advogado.

“Nós estamos aqui reunidos para realizar o encerramneto do gabinete de crise, que foi aberto quando soubemos dessa ocorrência do sumiço de dois paraquedistas. Hoje, o gabinete se encerra, mas o Corpo de Bombeiros vai continuar essa busca e em qualquer novo indício de um possível encontro será reaberto o gabinete para ajudar com meios necessários para esse resgate”,

disse o secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur.

Nas buscas, participaram mais de 120 pessoas em equipes de forças militares e civis do Amazonas. Durante esses 14 dias, foram usadas também 7 embarcações, 17 viaturas e 3 aeronaves. As buscas continuarão com o apoio da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros do Amazonas, Coronel Muniz, afirmou que por 15 dias continuarão com os procedimentos de busca. Após esse período, caso não haja resgate, haverá uma nova coletiva, pois ainda não existe uma solução definitiva sobre o caso.

Relembre o caso

Um grupo de 14 paraquedista realizou um salto na sexta-feira do dia 15, quando a equipe foi surpreendida por uma forte chuva, atrapalhando a descida. Na ocasião, quatro paraquedistas foram levados pelo forte vento. Um dos esportistas caiu em meio a fiação elétrica no bairro Compensa, na Zona Oeste da capital, e foi socorrido por populares com a integridade física preservada.

Outros três paraquedistas caíram no Rio Negro, um foi resgatado ainda na sexta-feira por pescadores, que passavam pelo local e avistaram o homem no rio. A paraquedista Ana Carolina, de 27 anos foi encontrada sem vida na manhã de sábado (16). O corpo da jovem estava na ponta de uma praia, localizada no Distrito de Cacau Pirêra. O último paraquedista, Luiz Henrique, segue desaparecido.

Leia mais:

Amiga enviou vídeo sobre temporal para paraquedista desaparecido no Amazonas

Presidente do aeroclube diz que avião decolou com bom tempo no dia de acidente com paraquedistas

“Temos o sentimento de que Luiz está vivo”, diz ex-mulher de paraquedista desaparecido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.