×
EDUCA+AMAZONAS

Profissionais da educação do AM recebem capacitação profissional

Em 2021, 14 cidades foram alcançadas pelo projeto

Trilhas do Saber
Na primeira etapa do projeto, foram mais de 6 mil profissionais certificados. - Arquivo pessoal

Manaus (AM)- O Trilhas do Saber – projeto que integra o programa Educa + Amazonas, do Governo do Estado – retomou suas atividades nesta segunda-feira (23), levando formação aos profissionais das redes estadual e municipal para quatro novas cidades nesta semana. Até o fim de 2022, outros 23 novos municípios vão sediar as formações.

Em 2021, na primeira etapa do projeto, foram mais de 6 mil profissionais certificados. Para este ano, a estimativa é de que cerca de outros 10 mil tenham as formações e sejam certificados pelo projeto Trilhas do Saber, do programa Educa + Amazonas.

Nesta segunda e terça-feira (23 e 24), as equipes do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta (Cepan) e Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) iniciam os cursos nas cidades de Autazes e Urucurituba (a 113 e 208 quilômetros de Manaus, respectivamente).

Na quinta e sexta-feira (26 e 27), os formadores chegam a Silves e a Nova Olinda do Norte, distantes respectivamente 204 e 135 quilômetros de Manaus.

Serão 1.560 vagas disponíveis para as formações de professores, gestores, pedagogos e administrativos. O Trilhas do Saber é dividido em quatro partes: roda de conversa, minicurso, oficina e socialização. Ao final, os participantes recebem certificações de 14 horas.

Uma das coordenadoras do projeto, Carla Baraúna, diz que os novos percursos vão ter foco no Novo Ensino Médio (NEM) e no Referencial Curricular Amazonense (RCA). “São assuntos sobre os quais os profissionais ainda têm dúvidas e que vamos reforçar nessas novas turmas”, frisa.

Temas


As temáticas abordadas no Trilhas do Saber de 2022 são divididas entre docentes do Ensino Fundamental para Anos Iniciais e Anos Finais, nas quais serão abordados as propostas curriculares e pedagógicas, os novos caminhos para o processo de ensino-aprendizagem e Referencial Curricular Amazonense (RCA).

Para os docentes do Ensino Médio, os temas são pautados nas principais mudanças do Novo Ensino Médio, os Itinerários Formativos e suas possibilidades pedagógicas, além dos Itinerários Formativos na prática.

Para os docentes de modalidades diversas, são abordadas as tecnologias digitais, a construção de uma educação que faz sentido, Educomunicação, ensino híbrido e autonomia de aprendizagem.

Nos percursos da Educação Especial, os formadores abordam a educação inclusiva, metodologias e materiais acessíveis e a produção de materiais pedagógicos adaptados para alunos com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual, cegos e surdos.

Os gestores poderão se aprimorar em liderança, no NEM, e no painel de gestão escolar.

O público administrativo, composto por secretários, merendeiros, auxiliares de serviços gerais e outros profissionais terão formação sobre o currículo no chão da escola, comportamento organizacional, competências socioemocionais, projetos de vida e novas perspectivas profissionais.

*Com informações da Agência Amazonas

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia mais:

Profissionais de educação de Tefé são certificados no ‘Trilhas do Saber’

Começa convocação de selecionados para programa de alfabetização em Manaus

Em alusão ao Dia da Escola, Em Tempo destaca Colégio Dom Pedro II

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.