×
Reciclagem

Moeda Miriti estimula crianças a adotarem reciclagem em Manacapuru

Projeto incentiva a atividade da reciclagem nas crianças do 1° ao 5° ano do fundamental

Manacapuru (AM) – O Programa Moeda Miriti implantado pela prefeitura no município de Manacapuru, distante 98 quilômetros de Manaus, tem incentivado crianças a adotarem a reciclagem e preservação do meio ambiente. O projeto faz parte das ações programadas pelo Departamento de Resíduos Sólidos no município de Manacapuru e tem transformado o descarte irregular de materiais em reciclagem.

Conforme Mary Moreira, coordenadora da equipe técnica da Gestão e Gerenciamento dos Resíduos Sólidos, a metodologia utilizada é a troca dos resíduos recicláveis pela Moeda Miriti (dinheiro fictício utilizado pelas crianças como recompensa).

“Começamos a trabalhar por meio da Moeda Miriti, com o incentivo das crianças de 1° ao 5° ano nas atividades de reciclagem dentro do município incentivando essa destinação adequada de resíduos que vão para a Associação de Catadores do município. Com isso também lutamos pela valorização do principal rio da cidade, que é nossa identidade cultural, o Rio Miriti”, destacou Moreira.

Como funciona

Material reciclável recolhido com o projeto (Foto: Divulgação)

Os estudantes juntam materiais recicláveis como: tampas, potes de alimentos, frascos, utilidades domésticas, embalagens de refrigerante, garrafas de água mineral, recipientes para produtos de higiene e limpeza, PVC, tubos e conexões, sacos plásticos em geral, peças de brinquedos, engradados de bebidas e baldes e levam para a escola.

Mary Moreira explicou que o material é coletado e cada instituição de ensino adota uma metodologia para promover essas atividades. Ao final, a criança é premiada com um dinheiro fictício, a moeda miriti, que pode ser utilizado para “comprar” algo durante as feiras que são realizadas na escola.

Crianças são recompensadas após troca de recicláveis (FOTO: Reprodução)

“Após a coleta destes recicláveis advindos de bairros e ramais realizados pelos próprios alunos  há essa uma feira com venda de produtos (alimentícios, brinquedos, material escolar e outros) os quais serão retirados mediante pagamento com a Moeda Miriti. Temos pula-pula, ofertas de vários atrativos que chamam a atenção das crianças envolvidas no projeto”, obtendo a participação da comunidade.

A criança com a prática aprende a não misturar o que é reciclável com restos de comida, que é o resíduo domiciliar. A atividade é o estimulo para não destinação inadequada, o cuidado com o principal rio de Manacapuru, inserção dos catadores, estímulos das crianças ao trabalho decente e ao uso dos recursos naturais de forma ambientalmente adequada.

Para o ambientalista Carlos Durigan, um dos grandes desafios atuais na agenda de ações socioambientais é promover o engajamento da sociedade em atividades voltadas a sustentabilidade de nossas ações e assim poder reverter o grave cenário em que vivemos.

“Acredito que o Programa Moeda Miriti vai neste sentido, trabalhando o engajamento e a sensibilização de crianças em idade escolar a participarem ativamente de ações voltadas ao descarte e destinação correta de resíduos sólidos”, pontuou.

Leia mais:

Edifícios históricos abandonados em Manaus despertam medo em pedestres

Vereador do Amazonas sofre acidente de trânsito na rodovia AM-010

Jovens criam podcast para divulgar o município de Iranduba

Edição web: Jonathan Ferreira

Comentários:

  1. A participação da população é imprescindível para mudança de comportamento e de um lugar que gerencia seus resíduos sólidos.

    Quem muda o próprio mundo, muda o mundo todo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.