×
Eleições

Menezes e Omar Aziz representam a polarização Bolsonaro contra Lula em disputa pelo Senado

Coronel Menezes disse nesta quinta-feira (19) que candidatura é "missão" de Bolsonaro e Omar receberá apoio do PT Amazonas

Divulgação

Manaus (AM) – A disputa para vaga única do Senado no Amazonas ganha novos traços da polarização Lula e Bolsonaro. Nesta quinta-feira (19), o Em Tempo apurou que Coronel Alfredo Menezes (PL) se mantém como pré-candidato com amplo apoio do atual presidente, enquanto o Partido dos Trabalhadores renuncia candidatura própria para palanque fazer palanque ao senador Omar Aziz (PSD).

Após informações de que Menezes recuaria da candidatura para concorrer a uma vaga na Câmara Federal, sua assessoria informou que o mesmo se manterá na disputa e conta com o apoio do presidente Bolsonaro. 

“Minha pré-candidatura ao Senado Federal pelo Amazonas é irreversível. É uma missão que me foi dada pelo presidente Bolsonaro. Vamos aposentar o senador ‘Maus Caminhos’, tirá-lo da vida pública e devolvê-lo para a privada”,

comentou. 

Ele afirma que está com grandes expectativas para a disputa e que já tem articulado nomes para apresentar seu nome pelo Estado. 

“As expectativas são as mais positivas possíveis. Em Manaus, segundo todas as pesquisas, estamos crescendo, no interior também. Tenho viajado para vários municípios e comunidades, apresentando meu nome e conversado com as lideranças”,

completou o coronel.

De outro lado, informações de que o senador Omar Aziz (PSD), possui indicativos para receber o apoio do Partido dos Trabalhadores (PT) para sua pré-candidatura à reeleição ao cargo de senador, já estão confirmadas.

O PT, mais uma vez, abriu mão de uma candidatura própria para apoiar o senador Omar nas eleições de 2022, após direcionamento do diretório nacional. De acordo com o deputado estadual Sinésio Campos, presidente estadual do partido no Amazonas, o PT da região apoiará Omar, a fim de firmar um palanque de candidaturas sólido. 

“Os partidos estão trabalhando para obter um palanque majoritário, para fazer deputados federais e um senador, onde já foi definido que iremos apoiar o Omar. Se a direção nacional já firmou que não terá um candidato somente para marcar posição, eu como presidente estadual, não vou remar contra a maré ”,

confirmou o deputado.   

Publicamente, Omar já havia se posicionado a favor da pré-candidatura de Lula para a presidência, indicativos do estreitamento de laços nessas eleições. O senador esteve presente no ato de confirmação da pré-candidatura do ex-presidente. 

“A eleição deste ano tem dois lados: o da democracia e o da barbárie. Por isso, aceitei o convite para participar do ato do Solidariedade em apoio à pré-candidatura do presidente Lula. É mais uma força do centro democrático se unindo para o próximo pleito”, escreveu.

Leia mais:

Senado aprova volta do despacho gratuito de bagagem

Serafim vai apresentar projeto para contratação de Jovem Aprendiz na Aleam

“Lamentável”, diz Zé Ricardo sobre a decisão do TCU de aceitar privatização da Eletrobras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.