×
Distrito Federal

“Playboy do golpe” dá calotes em prostitutas, motel e no Uber

Suspeito foi preso pela polícia duas vezes, somente na última semana, por não quitar débitos em bares de Goiânia (GO) e Palmas (TO)

Suspeito foi preso duas vezes. Foto: Reprodução

Ruan Pamponet Costa, de 28 anos, deixou rastro de prejuízo no Distrito Federal. O homem é investigado por cometer uma série de golpes contra estabelecimentos de Brasília, Goiás, Tocantins e Bahia. O homem chegou a ser preso duas vezes na última semana por não quitar débitos em bares de Goiânia (GO) e Palmas (TO).

Conforme a coluna revelou, Ruan Pamponet chegou a consumir R$ 5.810,31 em um bar localizado no Pontão do Lago Sul, em 7 de abril deste ano. Ele saiu sem pagar, e os funcionários chamaram a polícia. O suspeito foi liberado após assinar Termo Circunstanciado de Ocorrência.

As investidas, entretanto, não começaram neste ano. Em abril de 2019, o estelionatário veio a Brasília e, durante todos os dias da semana em que permaneceu na capital, aplicou golpes.

Em 12 de abril, um motorista de transporte por aplicativo e duas garotas de programa denunciaram o estelionatário. O motorista relatou, à época, que fez diversas viagens com Ruan. Os percursos incluíam idas à Feira dos Importados, a bares e até mesmo a um motel.

“Durante a madrugada, ele saiu do bar com duas garotas de programa e pediu que eu ficasse esperando. Já era a terceira ou a quarta corrida do dia, apenas com ele. Sempre pedia para adiantar algo em dinheiro, mas ele dizia que ia pagar a conta ao final. Quando chegamos no motel, fiquei aguardando dentro do estabelecimento, mas na parte externa do quarto. Após muita demora, concluí que eu levaria um calote e alertei fato a uma das meninas, pois elas também poderiam ser vítimas”, contou o homem sem se identificar.

Assim como fez em um bar de Goiânia, o suspeito fingiu que estava passando mal para não arcar com os custos. “Já de manhã, decidi ligar para a PM e todos foram para a delegacia, incluindo as garotas de programa e o gerente do motel”, contou. O prejuízo do motorista ficou em cerca de R$ 600 por causa das corridas não pagas. Cada garota deixou de receber R$ 1 mil. O motel levou o calote de R$ 3,2 mil.

*Com informações do Metrópoles

Leia mais:

Jovem morre após ser baleado por criminosos na Zona Oeste de Manaus

Caseiro mata patrão durante discussão e depois se entrega para a polícia em Manaus

Catador de latinha é executado com 12 tiros no bairro Compensa, em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.