×
Ataque russo

Vídeo: Biden diz que G7 vai aplicar maior sanção da história à Rússia

Em pronunciamento, presidente norte-americano disse que país não negociará em "dólar, euro ou iene"

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden | Official White House Photo by Adam Schultz
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden | Official White House Photo by Adam Schultz

USA – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta 5ª feira (24), que os países do G7, grupo que reúne as maiores economias do mundo, estão alinhados e vão aplicar a maior sanção econômica da história à Rússia. A decisão vem depois de o governo de Vladimir Putin invadir a Ucrânia.

“A Rússia não poderá negociar em dólar, euro ou iene”, anunciou Biden. Ainda segundo o presidente, o início da guerra foi premeditado pelos russos: “Temos alertado que isso aconteceria”.

Biden também afirmou que os Estados Unidos vão defender seus aliados, mas que as tropas norte-americanas não serão enviadas à Ucrânia. “A Otan fará um encontro com países aliados. Nossas forças não entrarão em combate na Ucrânia”, disse. “A Otan vai defender todo território com a força que for necessária”, acrescentou.

Os primeiros ataques russos à Ucrânia foram registrados na madrugada desta 5ª em diversas cidades. Há relatos de dezenas de ucranianos mortos, bem como de aeronaves russas interceptadas.

Na tarde desta 5ª, um conselheiro ucraniano afirmou que a usina de Chernobyl, em Pripryat, havia sido tomada pelos russos. O local, marcado pela tragédia nuclear em 1986, fica a cerca de 150 km da capital, Kiev.

Otan

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, condenou, nesta 5ª feira (24.fev) a ofensiva russa na Ucrânia e afirmou que o país está usando a força para tentar reescrever a história. Segundo ele, o ataque militar ao leste ucraniano é uma violação do acordo internacional de paz e limita as negociações diplomáticas entre os países.

“Agora é um momento extremamente sério para a Europa. Os ataques provocados pela Rússia foram realizados por forças especiais em ar e terra. Isso mostra que essa invasão foi planejada pelo governo há muito tempo”, disse o líder da entidade.

Assim como outras autoridades, Stoltenberg pediu pelo recuo das tropas russas e reforçou que “todas as vidas perdidas devido ao combate militar serão de responsabilidade da Rússia”.

Veja o pronunciamento de Joe Biden:

Leia mais:

Rússia x Ucrânia: quais as chances de conflito se transformar em 3ª Guerra Mundial?

Qual impacto da crise na Ucrânia no mercado financeiro e quais consequências para o Brasil?

“Brasil apela à suspensão imediata das hostilidades”, diz Itamaraty sobre guerra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.