×
exploração

Idosa escravizada por 72 anos é resgatada

Mulher “trabalhava” na casa de uma família e cuidava de uma idosa de mais de 80 anos

Foram 72 dos 85 anos de vida trabalhando para três gerações de uma mesma família sem receber salário, sem ter qualquer direito trabalhista, sem ter acesso a uma cama sequer. Assim foi a vida da mulher que vivia em condições análogas à escravidão numa casa na Zona Norte do Rio e foi libertada no dia 15 de março, deste ano.

Idosa dormia em cama improvisada

“Ela não tem qualquer noção de que foi escrava esses anos todos”, relatou Cristiane Lessa, diretora da central de idosos da Secretaria Municipal de Assistência Social que está acompanhando o caso.

De acordo com o auditor fiscal do Ministério do Trabalho Alexandre Lyra, que fez o resgate, ela trabalhava como cuidadora de uma senhora de idade próxima a dela.

Em seguida, ela foi levada para a Clínica da Família Assis Valente, onde atualizou a caderneta de vacinação e passou por uma consulta médica.

Aposentadoria

idosa escravizada por 72 anos por uma família da Zona Norte do Rio chegou a se aposentar, mas o cartão e a senha ficavam em poder dos patrões. A força-tarefa que a resgatou afirma ainda que a trabalhadora jamais recebeu salários ou benefícios, nem gozou férias.

Segundo as investigações, o patrão é André Mattos Maia. O Ministério Público do Trabalho pode denunciar a família. A pena pode chegar a 8 anos de prisão.

*Com informações do Extra

Leia mais:

Idosa é achada morta dentro de carro em praia no Rio Grande do Sul

Médico e estudante são executados a tiros em sítio

Irmãos colidem com jumento e morrem em viagem para comemorar Dia das Mães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.