×
Absolvida

“Gatinha da Cracolândia”: Justiça absolve jovem de uma das acusações

Em sentença, o juiz Gerdinaldo Quichaba determinou a soltura de Lorraine Cutier Bauer, de 19 anos, mas ela ainda responde por duas acusações

Divulgação

São Paulo (SP) – A Justiça de São Paulo absolveu Lorraine Cutier Bauer Romeiro, de 19 anos, a “Gatinha da Cracolândia“, de uma das três acusações de tráfico de drogas.

De acordo com o juiz Gerdinaldo Quichaba Costa, da 13ª Vara Criminal da Barra Funda, há insuficiência de provas que liguem a jovem ao tráfico. O magistrado, então, determinou sua soltura na sentença de 23 de fevereiro.

No entanto, como ainda é ré em dois processos, deve permanecer presa no Centro de Detenção Provisória de Franco da Rocha, na Grande São Paulo.

“Os policiais tiveram a cautela de filmar o momento do encontro das drogas e verifica-se nas gravações que a ré não aparece, mas não houve o mesmo cuidado para se gravar o momento da confissão informal da ré dizendo que havia drogas em local bem distante de onde ela se encontrava e quando ela supostamente teria dito com exatidão em que hotel ou similar estavam as drogas. Por que alguém que estava sendo presa temporariamente por outro processo e cumpria prisão domiciliar por outro, confessaria mais um crime?”, declarou o magistrado.

O juiz também aponta que deveria ter uma policial no ato da prisão e em todo o trajeto até a delegacia.

“Constata-se, também, que após ser presa, a ré foi apresentada na delegacia além do horário que seria comum. Tudo isso gera muita dúvida sobre o que de fato aconteceu naquela ocasião. Em situações dessa natureza, o caminho mais razoável é a absolvição por insuficiência de prova”, disse.

A influenciadora digital, que está presa desde julho, acusada de tráfico de drogas em São Paulo na Operação Carontes, negou à Justiça, em novembro de 2021, ter indicado o local onde as drogas foram encontradas.

A jovem foi ouvida pela primeira vez na tarde do dia 19 de novembro. Lorraine e o namorado, André Luís Santos Almeida, conhecido como “China”, foram acusados de guardar crack, maconha, ecstasy e lança-perfume em casa.

Atualmente, a estudante cumpre prisão preventiva na Penitenciária Feminina de Franco da Rocha, na região metropolitana. André também está preso pela mesma acusação.

*Com informações do Metrópoles

Leia mais:

OAB lança campanha nacional de combate ao assédio moral e sexual contra advogadas

Uma mulher foi estuprada a cada 10 minutos no Brasil em 2021, diz pesquisa

“São fáceis porque são pobres”, diz Arthur do Val sobre ucranianas; ouça áudio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.