×
Latrocínio

‘Batata’ mata amante, rouba casa e paga dívida com o tráfico de drogas

O suspeito traçou o plano com o objetivo de pagar uma dívida de R$1.500 para traficantes

Foto: Reprodução

Manaus (AM) – Com o objetivo de pagar uma dívida de R$1.500 para traficantes, Jander Andrade da Silva, vulgo ‘Batata’, torturou até a morte o industriário Leonardo Paz de Oliveira, que tinha 33 anos, e tinha um relacionamento amoroso com o suspeito. Além do assassinato, ‘Batata’ ainda roubou diversos itens da casa da vítima. O crime ocorreu no dia 9 de março deste ano, por volta das 7h, no bairro Coroado, Zona Leste de Manaus

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), Adriano Félix, a especializada identificou o suspeito por meio de imagens de uma câmera de segurança e da desconfiança de que o autor do crime teria proximidade com Leonardo.

“No primeiro momento percebemos que o suspeito tinha uma certa intimidade com a vítima, era um amigo ou tinha algum relacionamento. A partir daí nós começamos a trabalhar em cima dessa informação”,

afirmou o delegado.

A equipe suspeitou de Jander e teve a certeza após o encontrar com os itens roubados – quatro televisões, um videogame, semijoias, aparelho celular e o carro da vítima, da marca Fiat, modelo Palio Wekeend – com um receptador na rua da Prata, bairro Coroado. O pai do suspeito informou a polícia que o filho tinha uma dívida de R$1.500, por conta do tráfico de drogas. Ele teria pedido dinheiro emprestado do genitor, que não tinha o dinheiro.

A partir daí, Jander traçou o plano de assaltar a casa de Leonardo e mata-lo em seguida. Para não agir sozinho, chamou o primo, que é menor de idade, para ajuda-lo com o crime. Ele aceitou, mas no dia do fato, ficou com medo e desistiu de participar.

Frieza em matar

A desistência do primo não impediu ‘Batata’ de cometer o crime sozinho. Como a vítima já o conhecia, o suspeito não teve dificuldades em entrar na casa do industriário.

O delegado Adriano Félix ressalta a crueldade em que Leonardo sofreu antes de morrer. A vítima foi encontrada nua, com os pés e mãos amarradas, e enforcado.

“Ele foi achado com os pés e mãos amarrados, além de estar enforcado. Com certeza a vítima, antes de vir a óbito, sofreu bastante pela forma como foi encontrada”, declarou.

O suspeito está sendo procurado pela PC-AM. Foto: Divulgação

O titular da DERFD ainda afirmou que a atitude de Jander foi feita de forma cruel e fria, já que ele saiu da casa sem demonstrar nenhum aspecto de nervosismo. Após cometer o crime, comercializou os itens roubados, entregou o dinheiro para o tráfico e, desde então, está sendo procurado pela Polícia Civil como o principal suspeito do latrocínio.

“Não temos dúvida de que a atitude do Jander foi feita de forma cruel e bem fria. Ele sai da casa da vítima sem esboçar qualquer nervosismo, sai de forma tranquila, dirigindo o veículo. Comercializa, entrega para o tráfico e foge”, finaliza Félix.

Leia mais:

“Batata” é procurado por latrocínio no Coroado

Homem é assassinado a caminho do trabalho no Distrito Industrial

Homem é morto a facadas em uma festa na Zona Leste de Manaus

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.