×
Futuros Talentos

Projeto leva esporte para mais de 600 crianças em Manaus

A iniciativa já revelou três talentos, os quais vão participar da Taça Brasil, que acontecerá em João Pessoa (PB)

Manaus (AM)- Com objetivo de incentivar o esporte em Manaus e descoberta de talentos, o Projeto social “Revelando para o Futuro” beneficia, atualmente, cerca de 620 crianças, jovens e adolescentes na capital, por meio do futebol de campo.

O Em Tempo conversou com o Arnaldo Machado, idealizador do projeto, que foi fundado em fevereiro de 2020.

“O projeto iniciou através de um sonho meu, porque sou desportista desde criança e morador do bairro da alvorada, e nunca teve um projeto desse na comunidade. Então contei com o apoio de um amigo que hoje é vereador da cidade de Manaus, Vereador Dr. Eduardo Assis, que abraçou esse sonho e hoje já se tornou realidade”, disse.

Cerca de 620 jovens são beneficiados pelo projeto social.

Cerca de 28 pessoas (voluntários, pais e mães de alunos) atuam diretamente no programa e auxiliam nos treinamentos.

O projeto “Revelando para o Futuro” possui três unidades no bairro Alvorada, distribuídas no Cdc Alvorada 1, Csu Alvorada 2 e Campo Dk Buracão Alvorada 3.

De acordo com Arnaldo, a iniciativa já revelou três talentos, os quais vão participar da Taça Brasil, que acontecerá em João Pessoa (PB).

O projeto “Revelando para o Futuro” possui três unidades no bairro Alvorada.

“D’Brayan nosso atleta revelado irá fazer um teste no clube do Flamengo em outubro deste ano e isso é muito gratificante, poder revelar talentos no futebol. Porém, meu foco principal é formar homem de caráter, cidadãos de bem. Até porque se o aluno não tiver devidamente matriculado na escola, ele não participa, se ele tiver com notas ruins, o aluno não participa”, disse.

Conforme o professor e responsável técnico pelo projeto, Igson Farias, dentre os planos para o futuro está mais uma unidade, a fim de ampliar e incluir mais jovens.

“Estamos trazendo mais um núcleo que seria a 4ª unidade do projeto para o bairro Vila da Prata. Além disso, atendemos crianças carentes e não só meninos, mas meninas também”, afirmou.

Gerbeson Alexandre dos Santos, pai de um dos alunos do projeto, diz ser muito grato pela oportunidade do filho fazer parte das atividades.

“Tem dois anos que meu filho participa. Somos muito gratos por ele ter onde praticar esporte, porque muita das vezes não temos onde colocar nossos filhos. Meu filho hoje é um garoto esperto e bem comunicativo, sempre fala: “papai, vamos! Já tá na hora do treino, o professor Mimio (Arnaldo) já tá lá esperando”. Eu fico rindo quando ele fala assim e o bom que quando ele não tá bem na escola, ele mesmo fala: “pai, mãe, vou melhorar, porque o professor diz que nós temos que estudar pra jogar bola.
Então, vejo o projeto com os olhos brilhando pois ensina meu filho a ter uma pequena responsabilidade com os estudos”, disse o pai do aluno.

Segundo Alexandre, o único trabalho é levar os filhos pra serem felizes no esporte. “Nós como pais sabemos que o mundo que estamos não tá nada bem e esse projeto faz com que ele se sinta bem e cresça de maneira saudável, tendo bons ensinamentos”, afirmou.

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia Mais:

Manaus FC arrecada quase 5 toneladas de alimentos para povos indígenas

Vídeo: chilenos fazem gestos de macaco para torcida do Flamengo em jogo da Libertadores

Núcleo do Pelci incentiva prática do basquetebol para crianças e jovens saírem do sedentarismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.