×
Segurança Alimentar

Iranduba recebe unidade do restaurante popular ‘Prato Cheio’

O restaurante de Iranduba vai servir 400 litros de sopa por dia, de segunda-feira a sábado, de forma gratuita,

Iranduba (AM) – O governador do Amazonas, Wilson Lima, inaugurou, nesta sexta-feira (3), mais uma unidade do programa Prato Cheio, desta vez no município de Iranduba, (a 27 quilômetros de Manaus).

Na modalidade cozinha popular, o local vai servir 400 litros de sopa por dia, de segunda-feira a sábado, de forma gratuita, atendendo à população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional.

“O governador não matou só a minha fome não, ele matou a fome de Iranduba. Eu nunca pensei que fossem colocar algo aqui, não tinha perspectiva, mas ele veio e colocou. O Prato Cheio vai me ajudar com certeza, porque sou morador de rua”, se emocionou Selmo Ramalho, de 48 anos, uma das pessoas atendidas hoje no restaurante.

Essa é a 10ª unidade do programa social a ser inaugurada no interior, a 20ª no estado. O programa é administrado pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam).

“Nós estamos inaugurando mais um Prato Cheio, que é um programa pelo qual eu tenho muito carinho. Nesse momento, nada é mais importante do que colocar comida no prato das pessoas que tanto precisam”, ressaltou o governador Wilson Lima.

O programa Prato Cheio é dividido em dois serviços distintos: nos restaurantes populares, o almoço é vendido pelo valor simbólico de R$ 1 real, de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h. Nas cozinhas populares, a sopa é gratuita e cada pessoa atendida tem direito a 1 litro do alimento, de sabores variados, de segunda a sábado, também das 11h às 13h.

Expansão

Receberam restaurantes populares no interior os municípios de Manacapuru, Autazes, Itacoatiara, Tefé, Barreirinha e Parintins. Rio Preto da Eva, Tabatinga, Maués e, agora, Iranduba ganharam uma cozinha popular. Todos foram implantados pelo governador Wilson Lima.

Manaus conta com outras 10 unidades do programa. Ao todo, com a unidade de Iranduba, o estado passa a contar com 20 unidades do Prato Cheio, mais que o dobro do que existia há pouco mais de um ano.

O público prioritário atendido diariamente no restaurante popular são pessoas que se encontram em situação de extrema pobreza, pobreza e baixa renda, além de desempregados, pessoas em situação de rua e pessoas com deficiência.

Leia Mais:

*Com informações da assessoria

Prato Cheio já criou 150 postos de trabalho em 10 cidades do AM

“Muita gente precisa”, diz moradora sobre Prato Cheio revitalizado na Zona Norte de Manaus

Restaurante X Sopão: conheça as modalidades do programa Prato Cheio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.