×
ÓPERA

Festival Amazonas de Ópera estreia no Teatro Amazonas

O primeiro dia do FAO apresentou a ópera “Il Tabarro”, de Giacomo Puccini

Manaus (AM)- Após dois anos sem público presencial, o palco do Teatro Amazonas teve estreia, na noite desta sexta-feira (29), do espetáculo mais tradicional de ópera da América Latina.

Preenchendo todas as cadeiras disponíveis, o 24º Festival Amazonas de Ópera (FAO) apresentou a obra ‘Il Tabarro’, do compositor italiano Giacomo Puccini. As apresentações na capital seguirão até o dia 31 de maio.

Realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), o FAO retorna à programação cultural após dois anos sem plateia. Cinco óperas, recitais, concertos, workshop e encontro de economia criativa estão na agenda do evento.

“Seguindo a determinação do governador Wilson Lima, estamos retomando esse formato presencial para fazer essa geração de trabalho e renda. São quase 600 postos de trabalho, com profissionais diretamente beneficiados. É um festival que certamente divulga a cultura do nosso estado, não só aqui na capital, mas em todo o país e até internacionalmente”, destacou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

A programação do FAO inclui atrações no Teatro Amazonas, Teatro da Instalação, centros culturais Palácio da Justiça e Palácio Rio Negro e, também, no interior do estado. A diretora executiva do FAO, Flávia Furtado, explica que o festival deve ser entendido como um grande impulsionador da economia local.

“O Teatro Amazonas emprega muita gente, você tem sete corpos artísticos, além do administrativo, recepção. O festival consome tecidos, serralheria, enfim, e todos eles declaram que esperam a época do festival porque o faturamento aumenta. É um grande motor da economia local, sem contar o impacto no turismo”, afirma a diretora executiva.

O maestro Luiz Fernando Malheiro, diretor artístico do FAO, considera que a 24ª edição será marcada por muita riqueza e energia, fazendo jus ao retorno dos artistas ao palco do Teatro Amazonas.

“Estamos ansiosos para vê-los aqui, para ver o nosso público de volta ao teatro. Nós temos o público de ópera mais jovem do mundo, isso atestado por vários críticos internacionais, que costumam vir ao festival e que sempre se surpreendem. O nosso público é muito jovem, que vibra, que tem um senso crítico desenvolvido”, destacou Malheiro.

Abertura

O primeiro dia do FAO apresentou a ópera “Il Tabarro”, de Giacomo Puccini, que conta a história de romance entre um estivador e a mulher dona de um barco. Os cenários e figurinos vieram de Belém para Manaus. A produção é fruto do acordo de cooperação técnica entre o Teatro Amazonas e o Theatro da Paz, na capital paraense.

O maestro e regente da ópera, Marcelo de Jesus, destaca que a apresentação da ópera no Teatro Amazonas tem um valor especial para todos os artistas.

“É muita felicidade, a gente está superfeliz. A orquestra, o coro, os solistas. Estávamos precisando disso, porque é o que a gente sabe fazer, a música, a arte. Nós fizemos um festival on-line, que foi um sucesso, mas nada tira o prazer de ter o contato direto com o público. Sentimos falta do público e, com certeza, o público estava sentindo falta da gente”, disse o maestro.

A soprano Amanda Aparicio, 30, também integra a montagem de ‘Il Tabarro’. Nascida no Amazonas e ex-aluna do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, Amanda não esconde a emoção de se apresentar no maior palco do Amazonas, e deixa uma mensagem ao público.

“A mensagem é, principalmente, para os amazonenses, porque eu sou amazonense. É para conhecer o teatro. Sei que muita gente não conhece o teatro e é importante que venham. Esse teatro é nosso e nós temos que estar aqui. Venham assistir, essa obra é feita para os amazonenses”, enfatiza a soprano.

Programação 

A programação do FAO conta com atrações gratuitas e pagas, com ingressos à venda em www.bilheteriadigital.com e na bilheteria do Teatro Amazonas. As estreias das óperas serão transmitidas pela TV Encontro das Águas e nas redes sociais da @culturadoam.

A 24ª edição do festival traz desde a obra “Peter Grimes”, de Benjamin Britten, inédita no Brasil, até composições nacionais que atraem os pequeninos para a ópera, como o “O Menino Maluquinho”, de Ernani Aguiar. Além dessas, serão apresentadas as óperas “Il Trovatore”, de Giuseppe Verdi, e “O Caixeiro da Taverna”, de Guilherme Bernstein. 

*Com informações da assessoria

FOTOS: Bruno Zanardo/Secom

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia mais:

Crítico de cinema fala sobre filmes de terror no Cine Total

Lotes promocionais para show de Nando Reis estão esgotados

Projeto oferece vagas para oficinas de balé em Parintins

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.